Moçambique: CNE confirma vitória da Frelimo em 44 municípios

306

A Comissão Nacional de Eleições de Moçambique (CNE) confirmou hoje a vitória da Frelimo, partido no poder, em 44 municípios, nas eleições autárquicas do dia 10, e dos dois principais partidos da oposição em nove.

O Mapa de Centralização Nacional e do Apuramento Geral dos Resultados das Eleições Autárquicas, lido pelo presidente da CNE, Abdul Carimo, dá a vitória à Resistência Nacional Moçambicana (Renamo), principal partido da oposição, em oito municípios, e ao Movimento Democrático de Moçambique (MDM), terceiro maior partido no município da Beira, centro do país.

Os resultados hoje anunciados confirmam os dados apurados pelas comissões distritais de eleições das 53 autarquias do país.

Com a votação que conseguiu no escrutínio do dia 10, a Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo) perdeu cinco dos 49 municípios que controlava antes do pleito, enquanto a Renamo aumentou de um para oito o número de municípios em que vai governar.

A Renamo participou nas autárquicas do dia 10 sendo poder apenas no município de Nampula, que conquistou na eleição intercalar de março deste ano, depois de ter boicotado as municipais de 2013.

Por seu turno, o MDM perdeu dois dos três municípios que controlava antes das eleições deste mês, ficando apenas com o município da Beira.

Os resultados hoje divulgados pela CNE ainda terão de ser validados e proclamados pelo Conselho Constitucional (CC).

Durante a leitura dos resultados, o presidente da CNE repudiou os episódios de violência que ocorreram durante o processo eleitoral, mas fez uma avaliação geral positiva do escrutínio.

“A Comissão Nacional de Eleições condena e repudia todas as formas de manifestação de violência no decurso da campanha e propaganda eleitoral e após o processo de votação, independentemente do sujeito da ação”, declarou Abdul Carimo.

Por: Lusa