Mundial Andebol: Cabo Verde já está no Egito só que com menos seis jogadores

76

Seis jogadores de Cabo Verde testaram positivo ao novo coronavírus durante um estágio realizado em Portugal, mas Federação Cabo-verdiana de Andebol (FCA) garantiu que o país estará representado no Mundial de 2021, que se inicia hoje no Egito.

A FCA indicou ontem que, em cumprimento do protocolo sanitário para a covid-19 em viagens internacionais, solicitou testes de despiste a todos os 30 elementos a delegação e 11 acusaram positivo.

Segundo a federação cabo-verdiana, os 11 elementos foram submetidos a novo teste de PCR, na terça-feira, e apenas um deu resultado negativo.

“Assim sendo, e mesmo desfalcada de seis jogadores e quatro elementos do staff, incluindo o treinador principal, um dos treinadores adjuntos, um fisioterapeuta e um membro da FCA, a comitiva cabo-verdiana viajará para o Campeonato do Mundo, no Egito, e fará a sua participação neste evento que conquistou por mérito próprio e com muito suor e garra”, garantiu o órgão máximo do andebol em Cabo Verde.

A FCA adiantou que a comitiva viajou ontem para o Egito, “apesar dessas enormes baixas”, mas sem avançar o nome dos jogadores e dos elementos técnicos que testaram positivo para o novo coronavírus.

O organismo federativo garantiu, no entanto, que a seleção está “confiante e motivada e promete dignificar o país e dar orgulho aos cabo-verdianos”.

Pela primeira vez, o Campeonato do Mundo de andebol masculino conta com a participação de 32 equipas – entre as quais a de Portugal -, sendo que a seleção de Cabo Verde é estreante.

A seleção cabo-verdiana que integra o Grupo A da prova, que decorre entre hoje e 31 de janeiro, juntamente com Hungria, que vai ser o adversário de estreia, na sexta-feira, Alemanha e Uruguai.

Por: Lusa