No dia da mulher cabo-verdiano jovem é assassinada com 14 facadas em São Vicente

24449

Uma jovem de 24 anos, de nome Gisela Patricia Pires, foi assassinada no inicio da tarde desta sexta-feira, Dia da Mulher Cabo-verdiana, pelo companheiro, na presença dos dois filhos do casal. O companheiro da vítima, Jair Pereira da Luz, fugiu, mas foi capturado pela Policia Nacional lá pelos lados da zona de João D’ Ebra, onde alegadamente pretendia por termo a sua própria vida. 

Segundo o Mindelinsite, Gisela foi agredida por 14 vezes com uma faca e chegou ao Hospital Baptista de Sousa já sem vida. Mas esta não era a primeira vez que o companheiro agrediu a vitima. Aliás, por causa da violência ela chegou a sair de casa nos últimos dias e ir morar com a avó em Fonte Inês.

“Gisela tinha três filhos menores, mas apenas dois eram do actual companheiro. O casal morava numa casa na zona de Tchã d’ Tiliza. Nos últimos tempos Djay, como era conhecido, vinha agredindo-a muito então Gisela decidiu abandonar o companheiro. Levou os três filhos para viver na casa da avó”, relata a nossa fonte do Mindelinsite. 

Desde então, prossegue, vinha sendo perseguida e ameaçada pelo companheiro. Hoje ela deixou a casa da avó, acompanhado pelos dois filhos menores, para fazer compras numa loja na rua de Luís Toya, em Fonte Ines. Este pegou as duas crianças e fugiu. 

“Gisela entrou em desespero e seguiu Djay, implorando para este libertar os filhos. Quando chegaram na casa onde residiam, aproveitou para agredir Gisela à facada, na frente das crianças. Era por volta das 13 horas de tarde. Gisela foi socorrida pelos bombeiros, mas chegou no hospital morta”, desabafa a fonte.

Após a agressão, de acordo com moradores, Djay pôs-se em fuga. A Policia Nacional foi accionada e conseguiu prende-lo nas proximidades de João d’ Ebra, com uma corda nas mãos. Tudo indica que este pretendia por termo a sua vida.

Por: Mindelinsite