Novas tarifas de venda de energia eléctrica das empresas Electra e AEB entram em vigor a partir de 01 de Outubro

634

A ARME anunciou hoje que foi feito o ajustamento das tarifas de venda de energia eléctrica aos consumidores finais das empresas Electra e AEB, a vigorar a partir de 01 de Outubro.

De acordo com o comunicado de imprensa da Agência Reguladora Multissectorial da Economia (ARME), este ajustamento foi feito em decorrência da evolução dos preços dos combustíveis durante o período de 01 de Outubro de 2020 a 30 de Setembro de 2021 e bem como os devidos ajustes decorrentes dos exercícios de indexação anteriores.

Assim, explica a nota, as tarifas de eletricidade da ELECTRA sofrem um ajuste de 6,43 ECV/kWh para cada kWh facturado e em todos os escalões, correspondendo um aumento da tarifa média ponderado pelas quantidades faturadas de 2020 de 30,53%.

Quanto às tarifas da Água e Energia da Boa Vista (AEB), a ARME adianta que as mesmas sofrem um ajuste de 5,80 ECV/kWh para cada kWh facturado e em todos os escalões, correspondendo um aumento da tarifa média ponderado pelas quantidades faturadas de 2020, de 24,55%.

Ainda segundo a mesma fonte, as novas tarifas fixadas estão próximas dos valores de 2019, em vigor no período que antecedeu a crise pandémica, tendo realçado, por outro lado, que estes aumentos reflectem não só o agravamento dos custos suportados pelas empresas de eletricidade com os combustíveis, como também os parâmetros de base acordados para os anos 2020 e 2021.

A ARME nasce da fusão entre ARE e ANAC, ao abrigo do Decreto-lei nº 50/2018, de 20 de Setembro e enquanto autoridade administrativa e independente, desempenha a actividade administrativa de regulação técnica e económica dos sectores das comunicações, energia, água e transportes coletivos urbanos e interurbanos de passageiros.

A ARME exerce ainda a sua actividade de regulação nos aspectos do mercado da comunicação social que não devam ser consignados a outra autoridade administrativa independente.

Por: Inforpress