Número recorde de mais de 15 milhões de casos no mundo na semana passada

138

O mundo registou na semana passada um número recorde de mais de 15 milhões de infeções com o coronavírus que causa a covid-19, número ainda assim subestimado, indicou hoje a Organização Mundial da Saúde (OMS).

OMS justifica este número com a circulação da variante Ómicron do SARS-CoV-2, mais contagiosa.

Apesar de provocar sintomas menos graves, esta variante do vírus continua a ser perigosa, sobretudo para pessoas não vacinadas, advertiu o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, na videoconferência de imprensa regular da organização sobre a evolução da pandemia da covid-19.

Segundo Ghebreyesus, as hospitalizações, apesar de estarem a aumentar, não estão ao nível das vagas anteriores causadas por outras variantes.

A covid-19 é uma doença respiratória provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado há dois anos na China e que se disseminou rapidamente pelo mundo.

A variante Ómicron é a mais recente e a mais contagiosa de todas as variantes de preocupação.

Por: Lusa