Odebrecht: Lula da Silva indiciado por corrupção e lavagem de dinheiro

O inquérito sobre doações da Odebrecht a instituto Lula foi concluído a 23 de dezembro.

138

Oex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva foi indiciado pela Polícia Federal numa das investigações da Operação Lava Jato que envolvia doações da Odebrecht ao Instituto Lula. Outras três pessoas foram também acusadas formalmente – o ex-ministro Antônio Palocci, o presidente do instituto, Paulo Okamoto e Marcelo Odebrecht.

Segundo a Polícia Federal, citada pelo G1, foram registadas transferências de dinheiro num total de 4 milhões de reais da Odebrecht ao Instituto Lula, entre dezembro de 2013 e março de 2014. Os depósitos aparecem numa grelha gerida por Marcelo Odebrecht como conta de propinas.

Na conclusão do inquérito referem que “as provas mostram que os recursos transferidos pela Odebrecht sob a rubrica ‘doações’ foram abatidos de uma espécie de conta-corrente informal de propinas mantida pela construtora, da mesma forma forma como o que foi destinado à aquisição do imóvel para o Instituto Lula”.

A partir disso, escrevem, “surgem indícios robustos da origem ilícita dos recursos e, da consequente, prática dos crimes de corrupção ativa e passiva, considerando o pagamento de vantagens indevidas a um agente público devido ao cargo por ele anteriormente ocupado”. Em troca das transferências, de acordo com o inquérito, a Odebrecht foi beneficiada em negócios com a Petrobras

Por seu lado, o advogado do ex-presidente diz que a acusação não faz sentido e que as doações foram normais, de origem identificada e sem qualquer contrapartida.

As acusações são a fase final da investigação da Polícia Federal, sendo o inquérito agora encaminhado para análise do Ministério Público Federal. As autoridades concluíram o inquérito na passada segunda-feira, dia 23 de dezembro

Por: Noticias ao Minuto