Por causa do Furacão Fred cerca de 50 famílias ficaram desalojadas

953

Nesta segunda-feira, 31 de Agosto, Cabo Verde foi fustigado pelo Furacão Fred, de categoria 1, o que deixou cerca de 50 famílias desalojadas.

Este foi o rescaldo feito pelo primeiro-ministro de Cabo Verde, José Maria Neves, em conferencia de imprensa na tarde de hoje, terça-feira.

Segundo José Maria Neves, terão ficado desalojadas “cerca de 50 a 60 famílias em todas as ilhas”, devido à passagem do furacão, que entretanto passou a tempestade tropical e se afastou do arquipélago.

A avaliação foi feita depois de uma reunião interministerial para fazer uma primeira avaliação dos efeitos do furacão em Cabo Verde.

“Das famílias que estão em escolas porque as suas casas são mais precárias, algumas regressarão às suas casas que não foram danificadas e as situações mais críticas terão respostas imediatas do Governo para apoiar no arrendamento de uma casa ou na reabilitação das suas casas”, disse José Maria Neves.

Quanto ao prejuízo financeiro ainda não há uma estimativa pois ‘Fred’ causou estragos em todas as ilhas principalmente no Sal e Boavista que foram as mais atingidas.

Nos próximo dias o primeiro-ministro e vários ministros vão estar in loco para avaliar os estragos e as intervenções necessárias.

O furacão Fred, que na segunda-feira atingiu Cabo Verde, obrigou ao encerramento dos aeroportos das ilhas de São Vicente, São Nicolau, Sal e Boavista para operações domésticas.

A Protecção Civil colocou o país em alerta, aconselhando a população a manter-se em casa e afastada de locais de risco.

Fonte: Agência Lusa