Portugal: Adepto de origem cabo-verdiano morre após ter sido esfaqueado durante os festejos no Dragão

413

Um jovem, de 26 anos, foi esfaqueado na madrugada deste domingo, durante os festejos do título de campeão nacional do FC Porto junto ao estádio do Dragão, e acabou por não resistir ao ferimentos.



Os confrontos terão começado no Estádio da Luz, quando o homem se envolveu em confrontos com um grande grupo de pessoas. Já no Porto, o grupo atacou o jovem, que foi esfaqueado por diversas pessoas.

O jovem foi socorrido por outros adeptos, que se encontravam no local, mas acabou por não sobreviver.

A namorada da vítima mortal também foi atacada e já teve alta.

Igor Silva, de 26 anos, nasceu em Portugal e é filho de cabo-verdianos. 

Em comunicado emitido na manhã de ontem, a Policia de Segurança Publica (PSP) de Portugal – Porto garantiu já ter identificado os presumíveis agressores: 

«1. Ontem decorreram, junto ao Estádio do Dragão, no Porto, os festejos associados às comemorações da vitória do Futebol Clube do Porto, que se sagrou campeão nacional, vencendo a Liga Portugal Bwin.

2. Em coordenação com as diversas entidades envolvidas, a PSP preparou e executou um policiamento adequado às comemorações, que ocorreram em diversos pontos do nosso País.

3. Hoje, pelas 2H40, na Alameda das Antas, durante os festejos e em local de grande aglomeração de pessoas, os polícias que integravam o dispositivo de policiamento foram informados que tinha ocorrido uma desordem no local indicado, pelo que imediatamente se deslocaram para o mesmo.

4. Chegados ao local, os policias encontraram um cidadão e uma cidadã, ambos deitados no chão e ensanguentados, a quem foram prestados os primeiros socorros, tendo sido acionados os competentes serviços de socorro médico, integrados no policiamento.

5. Os polícias executaram os protocolos táticos de preservação do local do crime e procederam à identificação de diversas testemunhas que presenciaram as agressões, executadas com arma branca.

6. Infelizmente as agressões provocaram a morte a um cidadão com 26 anos de idade.

7. Aparentemente as agressões que provocaram a morte referida ocorreram na sequência de anteriores desentendimentos e agressões entre os intervenientes.

8. Foi possível identificar os suspeitos das agressões que provocaram a morte.

9. Os factos foram comunicados ao órgão de polícia criminal competente para os investigar.

10. A PSP apela para que todos os participantes em todos os eventos desportivos contribuam para que os mesmos sejam momentos de festa e não de tragédia.»

Por: DTudo1Pouco/CMTV/CNN