Portugal prorroga moratória sobre empréstimos diretos a Cabo Verde

120

Esta é a terceira moratória que o Governo português concede ao país. É até final do ano.

Governo português aprovou uma (nova) suspensão “do pagamento do serviço da dívida, até 31 de dezembro de 2021, por parte da República de Cabo Verde, relativa aos empréstimos diretos concedidos“, indica uma nota conjunta dos ministérios dos Negócios Estrangeiros e das Finanças. Esta ocorre “na sequência do pedido apresentado por este país”. 

Esta é a terceira moratória que o Governo português concede a Cabo Verde, em resposta ao apelo lançado pelo Clube de Paris e pelo G20, a todos os credores bilaterais oficiais e privados, para uma mobilização mundial no apoio aos países parceiros menos desenvolvidos, através da ‘Iniciativa de suspensão do serviço de dívida'”, lê-se ainda no comunicado das tutelas.

Esta moratória, é também explicado, “integra-se no conjunto de esforços que Portugal tem envidado para apoiar os seus países parceiros na mitigação dos impactos económicos, sociais e sanitários provocados pela pandemia de Covid-19“, entre os quais, recorda-se, se incluem o envio de vacinas, medicamentos e equipamentos. 

A adoção desta medida de suspensão do pagamento de capital e juros vai determinar uma “negociação nos contratos de empréstimo e o estabelecimento de novo plano de pagamento da dívida objeto da moratória”, terminam os ministérios. 

Por: Lusa