Um homem de 38 anos foi “barbaramente assassinado” supostamente por um grupo de seis delinquentes em Alto da Glória, Cidade da Praia, conforme relatou à Inforpress um familiar da vítima.

Andreia, que se identificou como sobrinha da vítima, contou que o incidente terá acontecido por volta das 20:00/20:30 quando Eliandro mandou o seu filho comprar algo numa loja acompanhado do sobrinho, que ficou nas proximidades da casa a aguardar pelo primo.

Entretanto, adiantou que passado pouco tempo, Elisandro que se encontrava na residência, ouviu gritos e ao sair deparou com o grupo a atacar o sobrinho, que já se encontrava imobilizado e com uma arma de fogo apontada à cabeça.

Andreia adiantou que a vítima conseguiu capturar um dos elementos do grupo, que levou para o interior da casa.

Entretanto, acrescentou que os outros cincos membros do grupo arrombaram a porta e dispararam dois tiros na vítima, que mesmo ferido conseguiu sair para fora da casa, tendo o grupo continuado a agressão com pedradas.

A vítima foi posteriormente socorrida, mas, conforme informações da família, chegou ao hospital já sem vida.

Andreia adiantou que os familiares dispõem de informações que até este momento apenas um dos seis membros do grupo foi capturado.

Elisandro, também conhecido como “Jando”, era natural de São Domingos, mais concretamente da zona de Lagoa, e residia na zona de Alto Glória com o filho e o sobrinho, já que a esposa se encontra em Portugal.

Este é o segundo caso de assassinato que acontece na Cidade da Praia em menos de uma semana.

Outro caso foi registado na noite de sábado para domingo, e a vítima também era natural de São Domingos, precisamente da zona de Praia Formosa.

A Inforpress tentou o contacto com o comandante regional da Polícia Nacional na Praia, mas não foi possível obter qualquer informação sobre estes casos.

Por: Inforpress