Praias de mar em Santiago abertas a partir de 07 de Setembro das 06:00 às 10:00

457

A actividade balnear em Santiago será permitida a partir de 07 de Setembro, das 06:00 às 10:00, afirmou hoje o ministro da Administração Interna, alertando que esta medida estará condicionada a avaliação semanal pelo IMP.

O governante avançou estas informações em conferência de imprensa realizada na cidade da Praia, sobre o balanço da reunião desta terça-feira do Gabinete de Crise, tendo anunciado um conjunto de medidas, entre as quais a declaração do estado de calamidade na ilha do Fogo e prorrogação em Santiago e no Sal, até 31 de Outubro. Estas medidas entram em vigor a partir desta quinta-feira 03.

“A actividade balnear em Santiago será permitida a partir de 07 de Setembro, das 06:00 às 10:00, nos termos a definir pelo Instituto Marítimo Portuário (IMP), estando condicionada ao rigoroso cumprimento das normas de distanciamento físico e de etiqueta respiratório”, disse, salientando que a actividade balnear nas ilhas do Sal fica igualmente condicionada a avaliação semanal pelo Instituto Marítimo Portuário e da Direcção Nacional da Saúde.

Questionado se as medidas adoptadas pelo Governo, com a declaração do estado de calamidade nas ilhas de Santiago e do Sal, surtiram efeitos desejados, Paulo Rocha afirmou que o balanço é “bastante positivo”, realçando que a taxa de transmissão na Praia e no concelho de Santa Cruz baixou durante este período.

“A taxa de transmissão na Praia estava superior a 01 agora está à volta de 0,9, a velocidade de transmissão nessa altura que era de 11% passou a ser de 6%, há uma relativa estabilização na cidade da Praia. O número de casos que continua a ser alto precisa de cair, mas a velocidade diminui e é certo que surgiram casos recentes na ilha do Fogo que estão a ser trabalhados e está-se a dar toda a atenção devida”, revelou.

Avançou, por outro lado, que nas viagens inter-ilhas com origem na ilha do Fogo passam a obrigar a apresentação pelo passageiro de teste de despiste à covid-19, com resultado negativo efectuado nas 72 horas antes da deslocação.

Cabo Verde registou esta terça-feira mais 86 casos positivos de covid-19 e mais 34 recuperados da doença transmitida pelo novo coronavírus, segundo as autoridades de Saúde.

Com estas novas infecções, resultado de um total de 385 amostras, o País passou a contabilizar 3.970 casos positivos acumulados, sendo 3.423 recuperados, 40 óbitos e dois doentes transferidos.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detectado no final de Dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Por: Inforpress