Presidente da Republica de Cabo Verde está em Portugal para uma visita de Estado de quatro dias

683
O Presidente cabo-verdiano efetua, a partir de hoje, quarta-feira, uma visita de Estado de quatro dias a Portugal, visando lançar bases para o futuro de uma relação, a todos os níveis, «já muito estreita».

Numa nota tornada publica, a Presidência Portuguesa salienta que a visita de Jorge Carlos Fonseca, a convite do homólogo português, é a resposta à efectuada em Abril deste ano por Marcelo Rebelo de Sousa a Cabo Verde.

Na visita, a primeira desde que foi reeleito, em outubro de 2016, Jorge Carlos Fonseca é acompanhado pelos ministros dos Negócios Estrangeiros, Luís Filipe Tavares, e das Finanças, Olavo Correia, bem como pela mulher, Lígia Fonseca, e dois deputados – um do Movimento para a Democracia (MpD, no poder), outro do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV, oposição).

«A visita pretende reafirmar, mais uma vez, a excelência do relacionamento entre os dois Estados e os dois povos e lançar as bases para o futuro de uma relação que é já de si muito estreita, a todos os níveis», lê-se no documento da Presidência da República portuguesa.

A visita começa quarta-feira à tarde, com Marcelo Rebelo de Sousa a receber o homólogo cabo-verdiano com honras militares na Praça do Império, a que se seguirá um encontro institucional, no Palácio de Belém.

Depois, os dois presidentes estarão na sessão de encerramento do seminário económico «Portugal Exportador», no Centro de Congressos da Associação Industrial Portuguesa, terminando o dia com um jantar oficial oferecido por Marcelo Rebelo de Sousa no Palácio Nacional da Ajuda.

Quinta-feira, Jorge Carlos Fonseca começa por visitar a sede da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), a que se seguirá uma reunião e um almoço oferecido pelo primeiro-ministro português, António Costa, no Palácio das Necessidades.

Durante a tarde, o Presidente cabo-verdiano será distinguido com o título de Doutor honoris causa pela Universidade de Lisboa, numa cerimónia decorrerá na Aula Magna da Reitoria da Universidade.

Sexta-feira, após uma visita à Fundação Champalimaud, Jorge Carlos Fonseca fará uma visita ao bairro da Cova da Moura, juntando-se, depois, a Marcelo Rebelo de Sousa para um almoço.

À tarde, será recebido no Parlamento, em que visitará a exposição «Morte à Morte! 150 anos da abolição da pena de morte em Portugal – 1867-2017» patente na Assembleia da República, seguindo, depois, para o Porto, onde terá um encontro com empresários.

O último dia da agenda oficial será repartido entre o norte e o sul de Portugal, primeiro num almoço, a convite do Presidente da Câmara Municipal do Porto e, depois, já em Lisboa, num jantar de cariz social, «Cachupa Solidária», num hotel da capital.

Jorge Carlos Fonseca regressa a Cabo Verde ao fim da tarde de domingo.
 
Fonte: Lusa