Inicio Curiosidades Primeiro eclipse lunar de 2020 acontece esta sexta-feira

Primeiro eclipse lunar de 2020 acontece esta sexta-feira

264

Esta sexta-feira o céu vai estar perfeito para assistir ao primeiro eclipse lunar do ano. Com uma previsão do Instituto Português do Mar e da Atmosfera a apontar para céu pouco nublado ou mesmo limpo em todo o território continental, os mais curiosos vão ter a oportunidade de ver a Terra a “roubar” a luz à Lua.

Ocorre esta sexta-feira a primeira Lua cheia do ano, que traz consigo o primeiro eclipse lunar de 2020.
 
Apelidado de Wolf Moon, este eclipse lunar será relativamente curto, isto porque a Lua passará pela sombra da Terra, mergulhando na extremidade mais externa da sombra do planeta, no que os cientistas chamam de eclipse lunar penumbral.
 
O eclipse será visível principalmente no Hemisfério Oriental, com países da Europa, África e grande parte da Ásia em posição privilegiada de visualização.
 
Começará às 17h07, hora de Portugal Continental, e atingirá o pico às 19h10, com o astro lunar a voltar a exibir toda a sua face iluminada às 21h12.
 
Portugal continental e ilhas podem assistir ao eclipse parcial da lua a partir das 19h10, hora de Lisboa.

Para quem não pode assistir ao evento natural pessoalmente, existe sempre a possibilidade de o fazer através da internet através do site do observatório online Slooh, no Virtual Telescope Project.
 
A lua cheia surge uma vez a cada 27 dias, quando a lua e o sol estão exatamente em lados opostos da Terra. A lua parece iluminada porque vemos a luz do sol refletida no astro lunar. E como o período de rotação da lua é igual ao período orbital, vemos sempre a mesma face do satélite natural da Terra.
 
A Slooh tem uma rede de telescópios em todo o mundo o que permitirá ver o eclipse de vários locais, onde o fenómeno é visivel.
 
A transmissão cientifica será em direto e durante grande parte do eclipse terá comentários do astrónomo da Slooh, Paul Cox.
 
De acordo com Slooh, a equipa de especialistas abordará esta temática e explicará o que torna esse tipo de eclipse lunar o mais sutil de todos os eclipses – difícil de ver a olho nu, mas visível usando os telescópios.
 
Por: RTP