Primeiro-Ministro está em Itália e na volta passa por Lisboa para participar no Web Summit

497

O primeiro-ministro de Cabo Verde está na Itália, onde chegou hoje, para uma visita de Estado que acontece até o próximo dia 06 e Novembro, e no regresso Ulisses Correia fará escala em Portugal, onde participará no evento WebSummit.

Segundo uma nota oficial, Ulisses Correia vai á Itália a convite da Associação Missionária de Solidariedade e Desenvolvimento (AMSES) e da Associação Solidariedade e Desenvolvimento (ASDE) lideradas pelo Padre Ottávio Fasano.

Naquele país, conhecido como o berço da ópera, o primeiro-ministro cabo-verdiano cumprirá, de acordo com a mesma fonte, um agenda com vários encontros com individualidades italianas, entre as quais o Presidente da Câmara de Racconigi, município onde o Chefe do Executivo cabo-verdiano preside um Talk Show sobre as actividades promovidas pelo Padre Ottavio Fasano em Cabo Verde, assim como projectos de cooperação descentralizada lançados e a serem iniciados no país em particular na ilha do Fogo.

Aliás, sublinhou a mesma fonte que actualmente em Cabo Verde, para além do IDE italiano, poderá se encontrar também a cooperação descentralizada, através de ONG italianas e cabo-verdianas, como por exemplo a ONG de Turim/Itália (ligada aos Padres Capuchinos) que realiza um “trabalho interessante” na ilha do Fogo, ligadà as cooperativas de produção do vinho do Fogo, mas também a nível da saúde.

Igualmente, referiu a nota, a cooperação descentralizada realiza-se através dos Municípios.

O primeiro-ministro chefia uma Delegação, integrada pelo ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, e dos presidentes das Câmaras Municipais do Fogo, Jorge Nogueira, Fernandinho Teixeira e Alberto Nunes.

Lê-se ainda na referida nota que a visita a Itália assume “especial importância” na medida em que o primeiro-ministro manterá um encontro bilateral como o seu homólogo, o primeiro-ministro Italiano, Giuseppe Conte, assim como encontros com os líderes de Organizações Internacionais importantes sediadas naquele país, como o Director-Geral da FAO, o Director Executivo do PAM e o presidente do Conselho de Administração do FIDA (Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola).

Ulisses Correia vai ainda se encontrar com a Diáspora cabo-verdiana residente em Roma. Comunidade esta que, segundo a mesma fonte, se encontra “bem integrada” na sociedade italiana, dinâmica e de uma forma geral uma “boa parte está naturalizada ou legalizada.

“A emigração cabo-verdiana em Itália, embora não sendo expressiva em números, no contexto das nacionalidades estrangeiras presentes em Itália, tem uma particularidade, a de ser a mais antiga comunidade estrangeira residente naquele país. Remonta a década de 60 a primeira leva de cabo-verdianas que aportaram a Itália, levadas pelos frades capuchinhos, para trabalharam junto das famílias no serviço doméstico”, lê-se.

Esta será a primeira visita de Ulisses Correia e Silva enquanto Chefe do Governo cabo-verdiano a Itália, país com o qual Cabo Verde tem um histórico de cooperação que remonta aos primórdios do nascimento do Estado de Cabo Verde.

“Mesmo antes da oficialização das relações diplomáticas entre os dois países, já existia um histórico de relações entre as duas nações, a nível económico, nos domínios da aviação civil, telecomunicações e do apoio à causa da Independência de Cabo Verde.

Neste momento, os dois países estão a trabalhar importantes acordos”, frisou a nota.

No regresso, o primeiro-ministro fará uma escala em Portugal, onde entre os dias 7e 8 de Novembro, participará no WebSummit, no dia 7, no qual Cabo Verde será o único país africano a ter um country stand, com uma delegação de 20 pessoas, entre as quais 10 startups, bem como representantes do NOSI, PróEmpresa, ARME, Direção Geral de Telecomunicações e Economia Digital, e da UniCV.

Neste âmbito, no dia 8, o primeiro-ministro preside ao acto de apresentação do Cabo Verde Digital.

https://www.instagram.com/p/B4XNDB-Dm-u/

Por: Inforpress