Prisão preventiva para presumível assassino da criança encontrada morta na zona de Monte Leão

475

O tribunal do Sal decretou hoje prisão preventiva a homem de 29 anos, sobre quem recaem as suspeitas de homicídio agravado, assassinato a menor de 13 anos, encontrada morta na zona de Monte Leão, no passado dia 09 do corrente mês.

O jovem que responde por Stefan, presente hoje ao juiz, foi ouvido durante um interrogatório que durou quase cinco horas, com as imediações do tribunal a apresentar uma movimentação fora do normal perante a presença de curiosos.

O indivíduo foi capturado na tarde de domingo na cidade turística de Santa Maria pela Polícia Judiciária, tendo também recuperado ainda parte da roupa que a vítima Eliane Pinto vinha trajando naquele dia.

O certificado de óbito revelou a morte por afogamento de Eliane Pinto, depois da autópsia realizada domingo passado, conforme informou o delegado de Saúde local, José Rui Moreira.

Quanto a outras suspeições, nomeadamente de abuso sexual, não se conhecem ainda os resultados, tendo o médico reiterado na altura que a primeira causa da morte foi por asfixia, afogamento no mar, não se sabendo, entretanto, o que poderá ter acontecido antes desse infortúnio.

Isto é, como é que Eliane Pinto foi parar ao mar, sendo certo que chegou lá viva, conforme o médico.

O corpo de Eliane Pinto, aluna do 8ºC, no Complexo Educativo Manuel António Martins (CEMAM), em Santa Maria, foi dado à terra na tarde, de segunda-feira, 13, depois de uma homenagem movida pela direcção da escola, tendo as aulas sido suspensas naquele dia, para que os colegas pudessem despedir-se da colega.

Por: Inforpress