Reportagem do jornal Publico mostra que Portugal faz deportações desumanas para Cabo Verde

Veja esta reportagem que mostra como são tratados os deportados de Portugal para Cabo Verde

6668
O jornal português Publico divulgou hoje, domingo, uma reportagem onde mostra como alguns cidadãos são deportados para Cabo Verde. Há pessoas que ficam “à deriva no aeroporto”. Como o caso do senhor expulso ainda com a pulseira de internamento em Psiquiatria no Hospital de Santa Maria. As autoridades cabo-verdianas falam em “violação dos direitos humanos”. São deportados porque cometeram crimes ou por falta de documentos. A o texto é de Catarina Gomes, a fotografia +e de autoria de Rui Gaudêncio e Vera Moutinho é responsável pelo video.
Devolvidos a Cabo VerdeQuem é deportado sente-se condenado duas vezes. A deportação é uma condenação para a vida?Quem são os cabo-verdianos que Portugal deporta do paísPortugal deporta-os porque cometeram crimes ou por falta de documentos. Há pessoas que ficam “à deriva no aeroporto”. Como o caso do senhor expulso ainda com a pulseira de internamento em Psiquiatria no Hospital de Santa Maria. As autoridades cabo-verdianas falam em “violação dos direitos humanos”.Na prisão, regras são regras, ele sabe, com tantos anos que leva atrás de grades — preso há sete, três condenações por tráfico de droga. Quando as portas da cela se fecham, às 19h00, não há nada a fazer. Não pode telefonar a ninguém, à família, à advogada, “não abrem nem para ir ao hospital”. Por isso, não protestou quando lhe disseram: “O SEF vem buscar-te às 4h30 da manhã. Tem as coisas prontas.” “Vou para Cabo Verde? “Eles é que decidem se ficas ou vais.”Saiba mais aqui: http://www.publico.pt/sociedade/noticia/a-viagem-ao-contrario-1723484VEJA REPORTAGEM Publicado por Nós Morna, Nós Morabeza em Domingo, 21 de Fevereiro de 2016