RTC diz que “em nenhum momento” a TCV cancelou a emissão do programa “Nha Terra Nha Cretcheu”

803

A presidente do conselho de administração da Rádiotelevisão Cabo-verdiana (RTC), Sara Pires, disse ontem que “em nenhum momento” a Televisão de Cabo Verde (TCV) cancelou a emissão do programa “Nha Terra Nha Cretcheu”.

Numa declaração à imprensa, Sara Pires assegurou que quem comunicou a suspensão do programa foi a Agência Cabo-verdiana de Imagens (ACI), empresa com a qual a RTC assinou, em Agosto de 2016, um contrato para a emissão do “Nha Terra Nha Cretcheu” por um período de seis meses.

“Reagindo a um correio eletrónico da direção da TCV, a ACI comunicou, de forma unilateral, a suspensão do programa Nha Terra Nha Cretcheu”, indicou.

A razão desta decisão, segundo Sara Pires, tem a ver com o facto de no dia 06 de Fevereiro a direcção da TCV ter comunicado à ACI, através do correio electrónico, que o episódio sobre os 50 anos das Forças Armadas não seria emitido porque de 12 a 19 de Janeiro o evento teve uma ampla cobertura.

Uma edição especial do Show da Manhã sobre as Forças Armadas, transmissão em directo do desfile na Avenida Cidade de Lisboa, uma grande reportagem, um debate sobre “Os caminhos do Exército, são os exemplos apontados pela PCA da RTC da ampla cobertura que a TCV fez durante as comemorações dos 50 anos da instituição castrense.

No entanto, Sara Pires esclareceu, que de acordo com o estipulado no número dois da cláusula terceira do protocolo rubricado entre a RTC e a ACI, qualquer das partes poderia denunciar o contrato, mediante comunicação escrita, com antecedência de 30 dias, “o que não foi respeitado”.

Fonte: Inforpress