Sistema bancário de pagamentos movimentou 50 vezes o PIB

64

O Sistema de Gestão de Depósitos e Liquidação (SGDL) de Verde, envolvendo bancos comerciais e com gestão do banco central, processou mais de 28 milhões de operações em 2019, num valor equivalente a 50 vezes o PIB nacional.

Segundo o Relatório do Sistema de Pagamentos 2019, divulgado hoje pelo Banco de Cabo Verde, o SGDL, que envolve nomeadamente o canal de ‘internet banking’ dos bancos comerciais ou a rede de caixas ATM e de Terminais de Pagamentos Automáticos (TPA), “registou um crescimento global, tendo funcionado todos os dias úteis do ano de forma segura e eficiente”.

Foram processadas em 2019 por aquele sistema de gestão, o único em Cabo Verde, um total de 28.020.523 operações, no valor superior a 9,7 biliões (milhões de milhões) de escudos (88 mil milhões de euros), “o que equivale a cerca de 50 vezes” o valor do Produto Interno Bruto (PIB) de Cabo Verde do mesmo ano.

“O crescimento em quantidade e valor foi sustentado sobretudo pela variação notória observada nas liquidações com origem no mercado monetário, que cresceram 44,6% em quantidade e 14% em valor, quando comparadas com o ano anterior”, reconhece o relatório do BCV.

Acrescenta que todos os bancos comerciais — sete com licença para trabalhar com clientes residentes – disponibilizavam o canal de ‘internet banking’ que, terminou o ano de 2019 com 123.156 contas associadas. Através deste canal foram processadas 30.220.919 operações, um aumento de 82%, comparativamente ao ano de 2018, refere o banco central.

Já o cartão bancário voltou a ser “o instrumento de pagamento de eleição” em Cabo Verde, destacando-se as transações efetuadas nos Terminais de Pagamentos Automáticos “como a operação mais procurada”.

Foram movimentados com cartão, na rede interbancária “vinti4”, mais de 103.673 milhões de escudos (935,8 milhões de euros), num total de 27.025.750 operações de pagamento realizadas em 2019, “o que corresponde a 88,6% das operações efetuadas com instrumentos de pagamento”. Deste total global, 17.921.986 transações (66,3%), no valor de mais de 48.143 milhões de escudos (435 milhões de euros) foram realizadas nos Terminais de Pagamentos Automáticos.

Para o BCV, estes dados “confirmam a progressiva adesão dos cabo-verdianos à utilização do cartão de pagamento para aquisição de bens e serviços”, acrescentando que nos últimos cinco anos o recurso a Terminais de Pagamentos Automáticos registaram uma taxa média de crescimento de 22,4% em quantidade e 18,2% em valor, enquanto que nos levantamentos nos ATM, o crescimento foi em média de 7,5% em quantidade e 8% em valor, no mesmo período.

Por: Lusa