TIR e prisão preventiva para indivíduos indiciados por agressão e abuso sexual de menor na ilha do Sal

330

O tribunal do Sal decretou termo de identidade e residência e prisão preventiva, respectivamente, a dois indivíduos indiciados na prática de um crime de agressão e abuso sexual a uma menor de 14 anos.

Os dois homens, de 18 e 30 anos, um dos quais padrasto da vítima, foram detidos fora de flagrante delito, no último fim-de-semana, nas localidades de Ferradura e Hortelã Baixo.

Segundo fonte da Polícia Judiciária (PJ), os dois indivíduos são, individualmente, indiciados na prática de um crime de agressão e abuso sexual de criança, com penetração, nas suas formas continuada e agravada, e um crime de exibicionismo.

Conta ainda a mesma fonte que a adolescente vinha sendo molestada sexualmente pelos suspeitos desde os 13 anos.

Presentes às autoridades judiciárias competentes para efeito do primeiro interrogatório judicial de arguidos detidos, o juiz decidiu, prisão preventiva para o padrasto, e termo de identidade e residência  para o outro homem, proibição de contacto com a vítima, apresentação periódica na PJ e interdição de saída do país, como medida de coação.

Por: Inforpress