Trump nunca mais terá permissão para voltar ao Twitter

189

O diretor financeiro do Twitter assegura que a suspensão da conta de Donald Trump é definitiva, mesmo que este volte a candidatar-se à presidência dos Estados Unidos em futuras eleições.

O diretor financeiro do Twitter garantiu esta quarta-feira que Donald Trump nunca mais terá permissão para voltar à plataforma, ainda que se recandidate à presidência dos Estados Unidos em futuras eleições.

O CFO da rede social declarou numa entrevista à CNBC que a suspensão da conta do ex-presidente dos EUA não será revertida. “Quando se é removido da plataforma, é definitivo, não importa se se trata de um comentador, um diretor ou um funcionário público”, esclareceu Ned Segal.

A conta de Donald Trump foi suspensa de forma permanente a 8 de janeiro, dois dias depois da violenta invasão ao Capitólio, em Washington. Na altura, o Twitter justificou a decisão alegando que a conta representava um “risco de futuro incitamento à violência”.

Esse foi também o argumento que o responsável financeiro da rede social apontou à CNBC. “As nossas políticas internas foram criadas para garantir que as pessoas não incitam à violência e, se alguém fizer isso, temos que removê-las do nosso serviço e as regras não permitem que essas pessoas voltem”, explicou.

O Twitter foi ainda mais longe, quando a 12 de janeiro bloqueou também cerca de 70 mil contas ligadas ao movimento conspiracionista QAnon, composto por muitos apoiantes do ex-Presidente. A medida foi amplamente criticada por não respeitar o direito à liberdade de expressão.

Contudo, Ned Segal assegurou que a empresa quer “proteger as opiniões dos utilizadores”, acreditando nos princípios da transparência e da liberdade de escolha.

Por: Observador