Tubarões Azuis empatam com o RD Congo a zero bolas [Videos]

299

[vsw id=”S-V2gk49_oU” source=”youtube” width=”425″ height=”344″]

Cabo Verde consentiu mas um empate, no Estádio Ebebiyín, e desta feita frente a Republica Democrática do Congo num nulo que deixa tudo em aberto para a terceira jornada. No outro jogo a Tunísia venceu a Zâmbia por 2-1.

[vsw id=”D35AHRmSF4M&feature=youtu.be” source=”youtube” width=”425″ height=”344″]

O onze inicial sofreu duas alterações relativamente ao jogo frente a Tunísia com as saídas de Djaniny, com problemas no joelho, e Heldon e para os seus lugares entraram Júlio Tavares e Ryan Mendes.

Vozinha foi o guardião e teve na sua frente Carlitos, Varela e Gégé no centro da defesa e Stopira na esquerda. No meio campo mantiveram-se Calú, Babanco e Nuno Rocha. Na frente de ataque Ryan Mendes, Júlio Tavares e Kuca.

Cabo Verde dominou a primeira parte e começou por Kuca que aos cinco minutos, a passe de Ryan, remata mas a bola passa perto da barra. Cabo Verde precisava concentrar no jogo e quase que um atraso de Gégé originava o golo do adversário com Vozinha fora da baliza, este conseguiu ir buscar a bola quase em cima da linha. Três minutos depois foi a vez de Babanco rematar mas só que a bola também passou perto.

[vsw id=”ikVIMcwe5D0&feature=youtu.be” source=”youtube” width=”425″ height=”344″]

O R. D. Congo respondeu de imediato quando um dos seus atacantes passou por Carlitos na direita e viu a bola passar perto da baliza.

A primeira parte só teve mais dois lances de perigo por parte da selecção cabo-verdiana quando aos 27 minutos Júlio Tavares chutou a bola e este passou perto da baliza, no minuto 30 num livre de Babanco ao segundo poste Calú cabeceia a bola em direcção ao guarda-redes. O Congo teve a ultima oportunidade da primeira parte num remate que foi a figura de Vozinha que mostrou-se muito nervoso.

Kuca na segunda parte perto da área cabo-verdiana perde a bola deixando o avançado do Congo frente a frente com Carlitos que saiu do caminho com uma finta. A bola bateu nas malhas laterais.

A segunda parte não teve mais grande lances de perigo tirando os últimos seis minutos para o final da partida. Aos 84 minutos do jogo e num pontapé de canto Varela cabeceia a bola que é defendida para a frente por parte do guardião do Congo e na recarga Gégé não consegue marcar. Quatro minutos depois Heldon entra na grande área e tira um defesa do caminho mas só que o remate foi a figura do guarda-redes Kidiaba, que é o jogador mais velho do CAN com 38 anos.

Babanco, que saiu lesionado do jogo, foi o homem da partida enquanto que Dieudonne Mbokani foi o Samsung Fair Player of the Match.

 

[vsw id=”L0bExGhR2Ws” source=”youtube” width=”425″ height=”344″]

[vsw id=”OzlKD5z2gpc&sns=fb” source=”youtube” width=”425″ height=”344″]

No outro jogo do Grupo B a Zâmbia perdeu por 2-1 frente a Tunísia depois de estar a vencer por 1-0. O jogo foi no Estadio Ebebiyín e os golos surgiram na segunda parte quando aos 59 minutos o zambiano Emmnuel Mayuka bateu o guarda-redes da Tunísia.

Os tunisinos deram a volta ao resultado por Ahmed Akaichi e Yassine Chikhaoui.

[vsw id=”egOi_9MtYqs” source=”youtube” width=”425″ height=”344″]

O Grupo B é liderado pela Tunísia com quatro pontos seguido por Cabo Verde e pelo R. D. Congo com dois pontos cada. A Zâmbia esta na cauda da tabela com um ponto.

 

Bruno da Moura