UEFA conclui que árbitro não foi racista ao chamar “negro” a Webo

233

Organismo que gere o futebol europeu considera que houve uma atitude inapropriada de Constantin Coltescu.

imprensa romena adianta este sábado que a UEFA deu razão ao árbitro Constantin Coltescu, que foi acusado de ser racista quando utilizou a palavra negro para se referir a um dirigente do Istanbul Basaksehir durante um encontro da Liga dos Campeões com o Paris Saint-Germain.

árbitro romeno chamou “negro” a Pierre Webó durante o encontro da fase de grupos da Liga dos Campeões, algo que gerou fúria junto da equipa turca que acabaria por abandonar o encontro em protesto com estas palavras. o jogo acabaria mesmo por ser suspenso – haveria de ser retomado no dia seguinte – por conta dos alegados insultos racistas do juiz.

Depois de ser aberto um processo de investigação, a UEFA concluiu agora que a atitude do árbitro romeno não pode ser considerada “racista” e que Coltescu usou esta palavra com a intenção de ajudar o árbitro principal a identificar a pessoa da equipa turca numa conversa através do auricular.

Ainda assim, o mesmo organismo escreve que o árbitro romeno utilizou uma expressão inadequada que poderia ter sido evitada.

Por: Noticias ao Minuto