“Vitalina Varela” candidato a nomeação nos Óscares

173

Depois do veto da Academia de Hollywood a “Listen”, por ter demasiados diálogos em inglês, a Academia Portuguesa fez nova eleição relâmpago e “envia” um novo candidato, o filme de Pedro Costa.

Está decidido: “Vitalina Varela”, de Pedro Costa, é o filme escolhido pelos membros da Academia Portuguesa do Cinema para representar Portugal na candidatura a uma nomeação nos Óscares — nomeadamente à categoria “Melhor Filme Internacional” dos prémios de cinema dos EUA.

A escolha acontece depois do filme inicialmente escolhido, “Listen”, ter sido vetado pela Academia norte-americana do cinema por ter mais de metade dos diálogos em inglês, o que não cumpre os critérios definidos para um filme ser considerado “internacional”.

O anúncio de escolha de “Vitalina Varela” foi feito em comunicado, pela Academia Portuguesa do Cinema. Dando conta de uma “segunda votação” entre os membros da Academia, “após a exclusão de Listen“, a Academia lembra o impacto do filme de Pedro Costa e a reação que a longa-metragem provocou:

Vitalina Varela estreou-se em 2019 no Festival de Locarno, na Suíça, onde recebeu o prémio máximo, o Leopardo de Ouro, assim como a protagonista, Vitalina Varela, duplamente premiada como melhor atriz. O filme, com produção da OPTEC, conta a história de uma mulher que viveu grande parte da vida à espera de ir ter com o marido, emigrado em Portugal. Sabendo que ele morreu, Vitalina Varela chegou ao país três dias depois do funeral”, refere o comunicado.

A Academia Portuguesa do Cinema lembra que “o filme já foi exibido em mais de 50 festivais de cinema, cinematecas e ciclos dedicados a Pedro Costa, tendo sido premiado na maioria dos certames, como o Festival de Cinema de São Francisco, nos Estados Unidos, em abril, que deu ao realizador o prémio Persistence of Vision“.

A 93.ª edição dos Óscares acontece no dia 25 de abril de 2021, no Teatro Dolby em Los Angeles.

Por: Lusa/Observador