Vulcão do Fogo voltou a emitir lavas

678

O vulcão do Fogo, que entrou em erupção no dia 23 de Novembro, voltou a emitir lavas na tarde de ontem, segunda-feira, para alem de ter libertado gases e cinzas com cerca de 1.500 metros de altura.

Os dados foram fornecidos pela especialista que coordena a equipa da Universidade de Cabo Verde (Uni-CV), Sónia Silva, que disse a Agência de Noticias Inforpress que houve um aumento de explosões e estrondos com projecção balística e de piroclásticos de várias dimensões, desde cinzas, pequenas partículas, escorias, bombas e blocos.

“Uma equipa da Uni-CV, da Protecção Civil e do Instituto vulcanológico das Canárias subiu na tarde ontem à Chã das Caldeiras para observar essa coluna eruptiva que era visível da cidade de São Filipe e observou-se também que houve emissão de lavas que se deslocaram em direcção ao Monte Beco”, precisou a especialista.

De acordo com Sónia Silva, essa escoada de lavas apenas se deslocou 50 metros de distância e, hoje, por volta das 06:00, quando a equipa se deslocou à Chã das Caldeiras já não se via a efusão visível de lavas.

“Portanto, pensamos que, neste momento, já o cone vulcânico já não estará e emitir lavas, mas continua a haver actividade explosiva com emissão de gases e piroclásticos”, informou.

“Possivelmente, estará na fase final, só que nós não sabemos o dia do término concretamente. Podemos dizer que poderá estar numa fase final devido ao facto de não estarmos a ver a efusão visível de lavas”, acrescentou.